Pular para o conteúdo principal

Matéria com Madalena Feliciano!

Antes de alcançar o sucesso é preciso estudar a empresa.

Conhecer a cultura da instituição é atitude importante - mesmo antes de conquistar a vaga da emprego.

 


Você admira uma empresa e sempre quis conquistar um cargo lá. De repente, a vaga aparece. Como você age?

Segundo Madalena Feliciano, diretora de projetos da Outliers Careers, uma das principais atitudes que o novo empregado deve fazer é conhecer bem a empresa – mesmo antes de assumir o cargo. Mas, como conhecer a cultura da empresa sem nunca ter trabalhado lá? A especialista comenta.

“Quando o profissional passa por um processo seletivo antes de conquistar a vaga de emprego, pode aproveitar esse momento para descobrir várias informações da empresa: preste atenção nas perguntas feitas pelo entrevistador, pelas atividades que deverão ser realizadas, enfim, em toda e qualquer informação dada por ele. A atenção nesse momento pode garantir um bom resultado no futuro”, sugere Madalena.

Agora, quando não há o processo seletivo, o profissional deve pesquisar no próprio mercado as informações disponíveis sobre a empresa. “Converse com pessoas da área de recursos humanos, pessoas que já trabalharam na organização – ou que ainda trabalham, - entenda quais são as características que a empresa valoriza, etc”, comenta a especialista.

Porém, independente das informações adquiridas, tenha em mente que o que é bom para uma pessoa, pode ser ruim para outra. “Portanto, não generalize em ‘bom’ ou ‘mau’, e sim tente captar as características do lugar”, diz Madalena.

Além disso, a internet hoje é uma grande aliada nesse processo de conhecimento. Itens como “missão, visão e valores”, por exemplo, são importantes na hora de conhecer bem uma empresa e sua cultura – e, muitas vezes, esses elementos podem ser encontrados facilmente por meio do site até mesmo na página de rede social da empresa. “Vasculhe mesmo. Já que você possui a internet, use-a a seu favor. Profissionais que mostram conhecimento anterior e interesse sobre a empresa ganham pontos positivos com os chefes” lembra a coach.

Ao vasculhar e entender melhor a empresa, você conseguirá identificar também seus pontos fracos e terá bons critérios para definir se aquele é mesmo o emprego que você queria quando se candidatou. “Você torna a empresa mais ‘palpável’ e passa a entender de forma concreta como o processo funciona ali dentro. As características culturais impostas pela instituição combinam com as suas? Você admira as qualidades da empresa, assim como seus serviços e produtos? Se a resposta para essas perguntas for ‘sim’, você já está no caminho certo”, conclui Madalena.
Outliers Careers
Madalena Feliciano

Diretora Geral
(11) 2737-1724
Avenida Fagundes Filho, 77, cj 82 e 83 São Paulo - SP.
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo a os poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos. Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”. Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança: Honestidade, integridade e coerência “Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Percebe

O mercado de trabalho e a sociedade atual

O trabalho existe desde a antiguidade onde as pessoas trabalhavam para sobreviver, a necessidade de comer, de ter onde dormir era o que determinava a necessidade de trabalhar. Hoje em dia graças a  evolução humana e tecnológica, as características do trabalho mudou,assim como a visão do empregador e as chances de quem está a procura de um trabalho. As pessoas atualmente têm melhores e maiores chances de encontrar um bom trabalho, diferentemente de antigamente onde não existiam muitas opções. Hoje temos um mercado de trabalho altamente competitivo e que busca não somente por um funcionário e sim por pessoas que estejam realmente dispostas a aprender,a crescer e a se qualificar. A sociedade atual busca por pessoas pró-ativas, que tenham boa vontade, disponibilidade e queiram de fato um bom trabalho. Os funcionários que se sobressaem hoje no mercado de trabalho são aqueles que querem trabalhar e não apenas aqueles que precisam,quem somente precisa estaciona. Pará no tempo, se contenta

Infelicidade no trabalho

  72% dos profissionais não estão felizes com seu trabalho Segundo o filósofo chinês Confúcio, quem escolhe um trabalho que ame nunca mais terá que trabalhar na vida. Fazer aquilo que gosta gera sensação de prazer e mais razão para realizar as atividades necessárias. Mas essa não é a realidade da maioria da população. Segundo pesquisa feita pela Gallup, 72% dos indivíduos não gostam do trabalho que desempenham. Madalena Feliciano, gestora de carreira e hipnóloga, explica a dificuldade das pessoas no geral de encontrarem um trabalho que as faça feliz. Durante boa parte da vida, muitas pessoas não encontraram o chamado rumo certo e acabam se acomodando em empregos que não as agradam, em busca apenas da estabilidade financeira. Realizar atividades que não o cativam trará estresse e até problemas físicos. Como infarto, por exemplo. Em estudo desenvolvido pela International Stress Management Associaton (Isma – Brasil), quase 70% dos brasileiros são estressados por conta do trabalho. É um pr