Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

Autoconhecimento – o fundamento para se desenvolver!!

Autoconhecimento significa estar consciente de quem você é na essência. Descobrir no mais profundo e verdadeiro Eu quais são suas características principais, que fazem você agir da forma que age, ser quem você é, ou ter os resultados que você tem. O conhecimento é, cada vez mais, um pré-requisito para que nossas vidas pessoal e profissional tenham movimento, sucesso ou melhores resultados. Seja o conhecimento individual (autoconhecimento) ou conhecimento de áreas específicas para aplicarmos em nosso trabalho. 
A percepção de si mesmo é fundamental para guiar nossas decisões, planejar, organizar e realizar nossos objetivos, metas e sonhos, desenvolver nossas competências e habilidades e administrar nossas ações de forma assertiva. Muitas vezes, por não termos este autoconhecimento, nos vemos perdidos diante de diversas situações em nosso trabalho, em família, nos relacionamentos interpessoais, nos tornamos inseguros e as vezes extremamente dependentes dos conselhos e intervenções de o…

A importância da gestão de talentos e inteligência emocional, ou melhor Inteligência de Talentos!!

Do latim talentum, a noção de talento está relacionada com a aptidão ou a inteligência. Trata-se da capacidade para exercer certa ocupação ou desempenhar uma atividade. O talento tende a estar associado à habilidade inata e à criação, embora também possa se desenvolver com a prática e treino. O talento inato ou herdado conserva-se durante toda a vida, embora possa ter maior destaque com estudos e prática. O talento adquirido, em contrapartida, faz-se necessário treino de forma praticamente constante. Adquirir certos talentos é algo relativamente simples, através de workshops, cursos, palestras, treinamentos dependendo daquilo que cada um tem interesse em aprimorar e/ou desenvolver, embora outros apenas se possam apreender com base na experiência. O talento cria, quebra as regras, promove a mudança e gera conhecimento. Estes procuram insistentemente superar-se, não se satisfazem com pouco e são considerados elementos de alto valor estratégico. São pessoas diferentes, e como tal necess…

Comunique-se melhor para obter mais resultados!

Você já reparou que os grandes profissionais também são bons comunicadores? Não é mera coincidência. A eficácia de um trabalho em equipe, por exemplo, tem a comunicação como um dos pilares. No entanto, ser “bom de papo” não significa, necessariamente, ser um bom comunicador. Para ter resultados, é preciso dominar a arte da comunicação assertiva. Estão na mesma “família” a comunicação, diálogo e discussão. Apresentando as definições de cada um deles: Communicare (latim) – compartilhar o comum; Diálogos (grego) – fluxo de significado; Discutere (latim) – cortar a cabeça com um disco A transformação começa com a mudança de linguagem. Se quisermos desenvolver uma cultura de diálogo na qual haja fluxo de significado constante, e não “corta a cabeça” de outra com palavras devemos: COMUNICAR, ou seja identificar o que temos em comum com nossos interlocutores para que haja fluxo de significado e uma ponte seja construída, e não um muro. Dialogar e comunicar são verbos que andam de mão dadas. Se não …

O RH como parceiro estratégico!

O avanço tecnológico, a globalização e o acesso cada vez mais fácil aos mercados e às tecnologias, têm forçado as empresas a se diferenciarem no que possuem de mais próprio e único, que é o seu capital humano. Consequentemente, as funções desempenhadas pelo RH precisam acompanhar estas mudanças e ajudar as empresas a desenvolverem sua vantagem competitiva. Por isso, é cada vez maior a demanda por um departamento de RH que seja um parceiro estratégico na empresa. Historicamente, o RH desempenhou as funções mais burocráticas do relacionamento entre a organização e seus colaboradores. Sempre foram consideradas atribuições primordiais do RH a elaboração de processos seletivos, os trâmites trabalhistas de admissão e demissão, os cuidados administrativos em geral, dentre outras tarefas legais. A nova demanda colocada hoje sobre o RH não elimina estas funções, ainda que muitas delas possam ser automatizadas e terceirizadas, mas requer adicionalmente uma atuação mais ativa e próxima da alta di…