Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Mudanças no comportamento ajudam a passar da dívida para o investimento

"Gastar menos" é uma solução óbvia para quem quer se livrar das dívidas, mas o desafio vai além disso. Veja 10 dicas de especialistas em finanças pessoais Por Anna Carolina Rodrigues SÃO PAULO -- O final de ano é uma hora feliz, de celebração, mas que pode significar aumento das dívidas para os compradores impulsivos e muita dor de cabeça no ano que vem. Ter controle sobre o próprio dinheiro funciona como dieta e controle da saúde: exige mudanças de comportamento. Conversamos com especialistas em planejamento financeiro e finanças pessoais para saber quais as melhores práticas comportamentais e mudanças de atitude que as pessoas que querem passar da dívida para o investimento devem seguir e quem vão além do "gastar menos". Se não for possível começar o próximo ano no azul, ao menos pense em terminá-lo dessa forma. Já pensou em não ter de usar o 13º salário para quitar dívidas? Veja as recomendações a seguir:
1.Não gaste mais do que ganha A dica parec…

11 hábitos das pessoas de muito sucesso para você adotar ainda esse ano

Segundo o planejador financeiro Thomas Corley, pessoas abastadas têm hábitos diferentes das que têm poucos recursos. Saiba que comportamentos são esses e como adotá-los para engordar sua conta bancária Por Mariana Amaro
>>Esta matéria foi publicada originalmente na edição especial Organize sua contas da revista Você S/A, em Dezembro de 2014 e pode conter informações desatualizadas
SÃO PAULO - Se você está lendo esta reportagem, parabéns! Quem pratica o hábito da leitura já tem ao menos algo em comum com pessoas que ganham mais de 160 000 dólares por ano. E, quanto mais você cultiva hábitos parecidos com os desse grupo, mais perto pode ficar de construir a própria fortuna. Essa foi a conclusão de Thomas Corley, planejador financeiro americano que, depois de receber de madrugada um cliente à beira da falência, resolveu estudar os hábitos de ricos e pobres, o que resultou no livro Rich Habits - The Daily Success Habits of Wealthy Individuals ("Hábitos de rico: o…

Use alguns benefícios que você já paga - e nem sabe

Existem alguns benefícios embutidos em produtos pelos quais você já paga. Veja como aproveitá-los e parar de perder dinheiro Por Mariana Amaro >>Esta matéria foi publicada originalmente na edição 200 da revista Você S/A, em fevereiro de 2015 e pode conter informações desatualizadas
SÃO PAULO - A melhor forma de ganhar dinheiro é parando de perder. Consertar o fogão, chamar um chaveiro à noite ou contratar um seguro-viagem para as férias são gastos imprevistos que corroem aos poucos o orçamento.
Muita gente esquece, mas tem direito à prestação gratuita desses serviços, já incluída em outros produtos pelos quais paga regularmente — seguros, planos de celular e TV a cabo e cartões de crédito. Um exemplo é o seguro-viagem, obrigatório para quem viaja para qualquer país da União Europeia.
Ele custa em torno de 500 reais para uma família de quatro pessoas durante uma semana no exterior. Embora muita gente pague sem questionar, o seguro-viagem é concedido gratuitamente po…

Saiba quais são as armadilhas do marketing para fazer você gastar mais

Conheça as estratégias usadas por profissionais de marketing para induzir o consumidor a comprar mais e tente não se deixar levar por elas Por Mariana Amaro

>>Esta matéria foi publicada originalmente na edição especial Organize sua contas da revista Você S/A, em Dezembro de 2014 e pode conter informações desatualizadas
SÃO PAULO - Você pode não perceber, mas, quando entra em uma loja, shopping ou restaurante, tudo ali pode estar armado para fazê-lo gastar mais. A logomarca vermelha de uma unidade que vende fast-food (cor que estimula o apetite) e a iluminação indireta nas cabines de prova de roupas íntimas (para esconder imperfeições) são exemplos de táticas de neuromarketing, a análise da atividade cerebral dos consumidores. Empresas adotam esse expediente para entender as relações entre emoções e produtos, e também para manipular o inconsciente de quem compra e fazer com que abra a carteira satisfeito. 
Alguns dos estudos incluem análise de ressonância magnética e…