Pular para o conteúdo principal

A “ressignificação” dos Beatles

Maior banda de todos os tempos lidou com vários fracassos antes do sucesso

All you need is love, Blackbird e Hey Jude são alguns dos clássicos da banda que mais vendeu discos na história (cerca de um bilhão e 600 milhões). Durante os anos 60, os Beatles foram o primeiro fenômeno de massa da história mundial. Quatro jovens da cidade de Liverpool, Reino Unido viraram superestrelas e são reconhecidos até hoje.
A história de sucesso todo mundo já conhece, o que a maioria não sabe é que antes do sucesso, os Beatles passaram por um processo chamado de reframing, esse termo é caracterizado como uma técnica empregada em coaching para melhorar a qualidade de vida de uma pessoa num prazo relativamente curto. Traduzida literalmente, reframing significa “substituir uma moldura ou estrutura”. De forma simples, a técnica do “reframing” se resume em “descobrir aspectos positivos em algo negativo”.
Antes de estourarem de fato, os Beatles participaram de um teste para a Decca Records, em 1962, onde Dick Rowe, diretor da Decca Records, disse ao seu empresário Brian Epstein que “grupos de guitarra estão saindo de moda” e assim recusou gravar o disco da banda britânica. Devido à negativa e latente fracasso, a banda capitaneada por John Lennon e Paul McCartney viu algo positivo a partir da situação ruim para aprimorar e trazer um ritmo nunca antes visto, com tendências de outros estilos como jazz e blues para conquistar o primeiro lugar nas paradas de sucesso. Mesmo com essa negativa, a banda de rock inglesa se tornou um dos grupos mais influentes de todos os tempos.
Ressignificar é uma técnica primordial para a formação de líderes e grandes mentes. O Instituto Profissional de Coaching (IPC) utiliza esse treinamento que funciona a partir de técnicas da Programação Neurolinguística, sendo referencial no desenvolvimento pessoal e profissional, além do aperfeiçoamento da inteligência emocional e da capacidade de resolver conflitos e tomar decisões.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A comunicação das abelhas

Vamos analisar a forma com que as abelhas se comunicam, associando-a a importância de uma linguagem clara e objetiva dentro de uma empresa?As abelhas possuem um sistema de comunicação bastante organizado e interessante: quando querem informar as companheiras sobre a localização de uma fonte de alimento, as campeiras – responsáveis por registrar a posição da fonte em relação a colmeia – usam o sistema da dança, que difere em relação a distância da localização. Em uma empresa, a comunicação – que, em nossa espécie, ocorre através da linguagem – precisa ser de natureza clara e eficiente seja qual o setor de atuação, direcionando o trabalho ao alvo definido pela corporação. Digamos, em comparação, que este alvo seria a fonte de alimento e, a equipe, o grupo de abelhas: todas caminhando na mesma direção, sob uma liderança que almeja o sucesso profissional e se comunica através dessa linguagem objetiva. Pensando em aprimorar a comunicação de uma empresa – entre setores, funcionários e como in…

Esta é a prova de que postar no LinkedIn pode deixá-lo “famoso”

LinkedIn acaba de divulgar ranking inédito no Brasil com os usuários cujos textos tiveram mais repercussão neste ano PorCamila Pati LinkedIn: 12 mil novos artigos em português toda semana (Flickr/Creative Commons/Nan Palmero) São Paulo – Com 27 milhões de perfis de brasileiros, oLinkedInacaba de divulgar uma lista inédita por aqui:a de usuários cujos artigos alcançaram maior repercussão na rede social neste ano. OrankingTop Voices tem como foco pessoas comuns e que publicam espontaneamente narede socialprofissional, ou seja, não são convidadas pela plataforma a escrever, como no caso dos usuários influenciadores. “Qualquer usuário pode publicar um artigo e é muito simples fazer isso. Desde agosto do ano passado há um botão “escrever artigo” na página inicial”, diz o editor do LinkedIn, Guilherme Odri. De acordo com ele, é uma oportunidade de dividir ideias com uma audiência interessada em aprender e também em ensinar. Marc Tawill, sócio-diretor da Tawill Comunicação, foi, entre…

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

Honestidade, integridade e coerência
“Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é ve…