quarta-feira, 18 de julho de 2018

O que pode ou não em uma entrevista?

Quando o assunto é entrevista de emprego, pensar antes de falar ou fazer é extremamente necessário. Um pequeno deslize involuntário pode custar a vaga e, por isso, é importante saber quais atitudes e palavras evitar nessa primeira impressão. 

Existem algumas frases clichês, péssimas para o momento. Contudo,“fugir” delas, não é tão complicado assim. “Ser criativo conta muitos pontos. Porém, apenas se dizer criativo, não. Quando o termo é usado para se autodefinir, ela vira um adjetivo vazio”, explica Madalena Feliciano, gestora de carreira da Outliers Careers. Nesse caso, é melhor não falar nada, pois se você realmente for inovador, o seu portfólio deixará claro.

Quando questionado sobre trabalhos anteriores, é preciso ser transparente, conciso, e reportar apenas o necessário. “Fale por quanto tempo atuou em cada um deles, de quais projetos participou e quais competências desenvolveu por meio deles, sem ‘encher linguiça’”, diz.
 
Outra postura comum é se dizer em busca de novos desafios, todavia, o entrevistador sabe disso. “Por isso, se mostre interessado em como a função contribuirá para o seu crescimento, sempre demonstrando vontade de aprender coisas novas”, exalta Madalena. 




Diga como gosta de acompanhar os processos até o fim, sem deixar nada pela metade, e comente, por exemplo, ser você quem planeja, cobra e marca as reuniões dos projetos na faculdade. Além disso, jamais use gírias, palavras chulas e gerúndio demais. Preocupe-se com seu tom de voz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário