Pular para o conteúdo principal

O que as empresas esperam de um bom candidato?



Um bom currículo é capaz de atrair as melhores ofertas de emprego e garantir uma boa contratação. No entanto, fatores, como comportamento, relacionamento interpessoal, cultura geral, entre outros são determinantes para que o profissional possa manter-se no posto conquistado. Especialistas apontam a postura adequada no ambiente profissional e questões que garantem a sustentabilidade do emprego.  
 
As empresas não contratam mais funcionários pelo seu diploma e sim, pelo pacote completo: hobbies, interesses pessoais, estilo de vida, etc. Por isso, a postura no ambiente corporativo e o aprimoramento pessoal constante são fatores que devem ser observados por aqueles que desejam ingressar no mercado de trabalho.

Uma cultura bastante difundida nos EUA e que não vemos por aqui é o fato de os candidatos a uma vaga colocarem em seus currículos, informações, como interesses pessoais, ativismo social, atuação ou preferência por determinado time de futebol. As pessoas julgam equivocadamente que este tipo de informação não interessa aos contratadores, mas eles vão pesquisar o perfil dos candidatos em suas redes socias para se informar sobre os gostos, os posicionamentos, as preferências e comportamentos daqueles que pretendem ingressar naquela instituição. A experiência de vida é muito importante e conta bastante.

Duas coisas são importantes no que se refere à sustentabilidade do emprego são o bom senso no comportamento e no trato com colegas (sejam subordinados, superiores, etc.) e uma boa cultura geral. "O grande problema com relação ao bom senso é o ‘desconfiômetro’, pois pessoas nunca sentem a falta dele (o bom senso). Como diz o pensador Mark Twain, a pessoa que é rica, pode achar que poderia ganhar ainda mais dinheiro, a que tem saúde, pode achar que poderia ser ainda mais saudável, no entanto, as pessoas nunca acham que está lhes faltando o bom senso. Abrir o leque e expô-los a todo o tipo de experiência, este é o diferencial que os profissionais precisam experimentar ao longo de sua formação.

Mais Competências

As empresas buscam profissionais que, além da formação técnica, tenham a preocupação de agregar valores humanos, éticos e que o tornem capazes de solucionar problemas atuais das organizações. Com os avanços tecnológicos, as futuras profissões deverão valorizar a constante atualização profissional, a iniciativa, o trabalho em grupo e a atuação rápida a partir do pensamento analítico. Profissionais com boa formação técnica, mas que não contribuem para o bom relacionamento da equipe, que gerem sensação de mal-estar no ambiente do trabalho e que afetem a produtividade e motivação dos companheiros, são dispensáveis às empresas.

Espera-se que o profissional tenha uma mente empreendedora, criatividade, que seja capaz de trabalhar em equipe, que esteja preocupado com a sua formação permanente, que respeite os seus pares, superiores e subordinados e que seja ético e responsável pelo resultado de seu trabalho. São coisas do passado trabalhar por obrigação, aposentar-se na empresa, conhecer apenas o que se faz, ter somente a visão técnica, ter segurança e estabilidade no emprego.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

Honestidade, integridade e coerência
“Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é ve…

A ética nossa de cada dia

Parte da matriz profissional, a ética garante uma carreira sólida e bem sucedidaA ética profissional faz parte da vida de muitos trabalhadores, afinal, para se construir uma carreira duradoura, é necessário manter uma conduta louvável, fundamentada em princípios e valores éticos e morais. Considerada como o ato de cumprir suas obrigações de sua área profissional sem violar nenhum princípio, a ética profissional, segundo Madalena Feliciano,  CEO do Instituto Profissional de Coaching, deve ser cercada por valores como:
A honestidade e integridade – “sempre buscar fazer seu trabalho de maneira honesta, prezando sua credibilidade”.O sigilo e o respeito – “respeitar o cliente, o colega de trabalho. Não tirar vantagens de situações, não firmar compromissos que não pode cumprir, etc.”, exemplifica Madalena.A contribuição social – “todo trabalho pode trazer uma contribuição para a sociedade. O de coaching, por exemplo, tem a capacidade de contribuir para o desenvolvimento de pessoas”, ressalta.…

Para alcançar o sucesso é preciso estudar a empresa

Madalena Feliciano diz que é necessário alinhar valores para ter sucesso profissional. Até mesmo para enviar o currículo a uma empresa é sempre bom conhecer sua cultura para ver se seus valores batem com os dela. Para isso, a internet é uma grande aliada para descobrir itens como missão, visão e valores, que são importantes quando for chamado para uma entrevista. No processo seletivo, o candidato pode aproveitar para descobrir várias outras informações sobre a empresa, prestando atenção nas perguntas feitas pelo selecionador e pelas atividades que deverão ser realizadas. “Profissionais que mostram conhecimento anterior e interesse sobre a empresa ganham pontos positivos com o entrevistador e futuros chefes. A atenção neste momento pode garantir um bom resultado no mais para a frente”, diz Madalena Feliciano, gestora de carreira da Outliers Careers. Ao entender melhor a cultura e o funcionamento da empresa, o profissional conseguirá identificar também seus pontos fracos e terá bons critér…