Pular para o conteúdo principal

Aprenda a falar do seu negócio e forme alianças

Networking é uma palavra que já se incorporou ao cotidiano profissional e tornou-se símbolo de reconhecimento e prestígio. Do inglês, que significa “rede de contatos”, essa expressão pode ser definida com uma das maiores razões do sucesso de qualquer empresa, seja micro, pequena ou grande. Um bom relacionamento empresarial pode te abrir portas para grandes parcerias, importantes clientes e também uma ótima vida social no ramo pessoal. Essas relações geram aprendizados, crescimento e se tira aspectos positivos e produtivos para adicionar no dia-a-dia. E entender porque o networking é tão importante, não é muito difícil.
Madalena Feliciano, gestora de carreiras e diretora da empresa de recolocação de mercado, Outliers Careers, comenta que o ser humano é muito sociável, isso quer dizer, que ele tem hábitos de convívio com outras pessoas. “Se cada um souber tirar proveito disso da melhor maneira, a vida poderá melhorar em vários aspectos. O essencial é sempre tomar cuidado e ter bem claro quem é a sua rede”, comenta.
Segundo a gestora, existem ações importantes que diferenciam aquelas pessoas que sabem fazer networking da maneira correta daqueles que se tornam chatos e oportunistas. “Uma boa dica é diferenciar as pessoas por categorias para facilitar a organização da rede de contatos. Uma das formas mais simples é fazer uma lista de pessoas e classificar conforme categorias definidas por você: negócios, família, amigos, faculdade, esportes etc.”, exemplifica a especialista.
Outro ponto importante para quem quer manter o networking em dia é participar de eventos. “Quem é visto é lembrado. Quanto mais você estiver presente em eventos importantes mais as pessoas saberão sobre você. Porém, é importante não exagerar, ou pode queimar sua imagem. O ideal é fazer escolhas e decidir os melhores eventos para participar. Os que podem trazer maiores frutos para o futuro e proporcionar conhecer pessoas interessantes”, aconselha Madalena.
Madalena acrescenta dizendo que, não adianta ter um ótimo networking e contatos certos, se não há comunicação e interação com eles. “Ninguém gosta daquele conhecido que passa anos sem manter contato, mas volta quando precisa de um favor”, diz. Hoje em dia as redes sociais tornaram-se grandes aliadas para o networking. “Participar de redes como Linkedin, Twitter, Facebook, etc., podem ajudar no processo, mas é preciso tomar cuidado e sempre lembrar que, apesar do apoio tecnológico, o mais importante ainda é o contato one-to-one” comenta.
Além disso, Madalena diz que não pega bem apenas entrar em contato com sua lista de networking, apenas para vender sua ideia/produto/serviço. “O ideal é que sejam utilizadas diferentes estratégias de comunicação. Estude a sua lista de contatos, entenda o que elas procuram e o que querem. Estabeleça padrões e critérios para os contatos profissionais. Marque um dia da semana ou período específico para fazer contatos com pessoas estratégicas. No campo pessoal, lembre-se que os amigos gostam de receber um telefonema, torpedo, e-mail ou uma visita. Diversifique, não faça com que as coisas pareçam forçadas e não ‘alugue’ uma única pessoa”, conclui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A comunicação das abelhas

Vamos analisar a forma com que as abelhas se comunicam, associando-a a importância de uma linguagem clara e objetiva dentro de uma empresa?As abelhas possuem um sistema de comunicação bastante organizado e interessante: quando querem informar as companheiras sobre a localização de uma fonte de alimento, as campeiras – responsáveis por registrar a posição da fonte em relação a colmeia – usam o sistema da dança, que difere em relação a distância da localização. Em uma empresa, a comunicação – que, em nossa espécie, ocorre através da linguagem – precisa ser de natureza clara e eficiente seja qual o setor de atuação, direcionando o trabalho ao alvo definido pela corporação. Digamos, em comparação, que este alvo seria a fonte de alimento e, a equipe, o grupo de abelhas: todas caminhando na mesma direção, sob uma liderança que almeja o sucesso profissional e se comunica através dessa linguagem objetiva. Pensando em aprimorar a comunicação de uma empresa – entre setores, funcionários e como in…

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

Honestidade, integridade e coerência
“Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é ve…

A ética nossa de cada dia

Parte da matriz profissional, a ética garante uma carreira sólida e bem sucedidaA ética profissional faz parte da vida de muitos trabalhadores, afinal, para se construir uma carreira duradoura, é necessário manter uma conduta louvável, fundamentada em princípios e valores éticos e morais. Considerada como o ato de cumprir suas obrigações de sua área profissional sem violar nenhum princípio, a ética profissional, segundo Madalena Feliciano,  CEO do Instituto Profissional de Coaching, deve ser cercada por valores como:
A honestidade e integridade – “sempre buscar fazer seu trabalho de maneira honesta, prezando sua credibilidade”.O sigilo e o respeito – “respeitar o cliente, o colega de trabalho. Não tirar vantagens de situações, não firmar compromissos que não pode cumprir, etc.”, exemplifica Madalena.A contribuição social – “todo trabalho pode trazer uma contribuição para a sociedade. O de coaching, por exemplo, tem a capacidade de contribuir para o desenvolvimento de pessoas”, ressalta.…