Pular para o conteúdo principal

Para fundador do Insper, mercado financeiro exige este perfil

Claudio Haddad descreve um mercado cada vez mais analítico e garante: é importante ter garra, ética e sangue frio para se dar bem na carreira

Claudio Haddad fundou a faculdade Ibmec, hoje Insper, em São Paulo – instituição conhecida pela vocação em formar jovens para o mercado financeiro. Hoje presidente do conselho, ele tem experiência dos dois lados do balcão.
Formado em Engenharia Mecânica e Industrial pelo Instituto Militar de Engenharia, é doutor em Economia pela Universidade de Chicago e deu aulas de pós-graduação na Fundação Getulio Vargas (FGV-SP) por uma década. Além disso, nos anos 1980, passou pela direção do Banco Central do Brasil e pelo Banco Garantia, onde foi sócio e diretor superintendente, além de ter integrado diversos conselhos dentro e fora do Brasil.
 Em uma conversa com o Na Prática, ele elaborou sobre o perfil ideal de um jovem talento do mercado financeiro atual. “A pessoa tem que ter garra, disciplina, ética”, fala. “E não pode se deixar levar muito pelas emoções. Alguns investidores vendem quando cai e compram quando sobe quando deveria ser o contrário.”
Isso vale especialmente para os profissionais de trading, que trocam ações diariamente. É importante, continua Haddad, manter o sangue frio e investigar a situação com calma e de maneira analítica – o que os outros dizem e o ânimo do mercado nem sempre são bons indicadores.
Apesar de enxergar um mercado financeiro cada vez mais analítico e qualitativo – o que dificulta, mas não impossibilita que pessoas de outras formações encontrem sucesso nesse tipo de carreira –, ele destaca a importância das habilidades interpessoais.
“Para fazer transações de M&A [fusões e aquisições], ele precisa entender as motivações para vender ou comprar, lidar com idiossincrasias e aparar as arestas para que as coisas aconteçam ajudando seu cliente”, exemplifica.
Ele garante que seus conselhos podem ir além do pregão e dos grandes bancos. “São características que valem para várias outras atividades, não só para o mercado financeiro.”
Confira o bate-papo completo do Na Prática com Claudio Haddad.

* Este artigo foi originalmente publicado pelo Na Prática, portal da Fundação Estudar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

Honestidade, integridade e coerência
“Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é ve…

A ética nossa de cada dia

Parte da matriz profissional, a ética garante uma carreira sólida e bem sucedidaA ética profissional faz parte da vida de muitos trabalhadores, afinal, para se construir uma carreira duradoura, é necessário manter uma conduta louvável, fundamentada em princípios e valores éticos e morais. Considerada como o ato de cumprir suas obrigações de sua área profissional sem violar nenhum princípio, a ética profissional, segundo Madalena Feliciano,  CEO do Instituto Profissional de Coaching, deve ser cercada por valores como:
A honestidade e integridade – “sempre buscar fazer seu trabalho de maneira honesta, prezando sua credibilidade”.O sigilo e o respeito – “respeitar o cliente, o colega de trabalho. Não tirar vantagens de situações, não firmar compromissos que não pode cumprir, etc.”, exemplifica Madalena.A contribuição social – “todo trabalho pode trazer uma contribuição para a sociedade. O de coaching, por exemplo, tem a capacidade de contribuir para o desenvolvimento de pessoas”, ressalta.…

Para alcançar o sucesso é preciso estudar a empresa

Madalena Feliciano diz que é necessário alinhar valores para ter sucesso profissional. Até mesmo para enviar o currículo a uma empresa é sempre bom conhecer sua cultura para ver se seus valores batem com os dela. Para isso, a internet é uma grande aliada para descobrir itens como missão, visão e valores, que são importantes quando for chamado para uma entrevista. No processo seletivo, o candidato pode aproveitar para descobrir várias outras informações sobre a empresa, prestando atenção nas perguntas feitas pelo selecionador e pelas atividades que deverão ser realizadas. “Profissionais que mostram conhecimento anterior e interesse sobre a empresa ganham pontos positivos com o entrevistador e futuros chefes. A atenção neste momento pode garantir um bom resultado no mais para a frente”, diz Madalena Feliciano, gestora de carreira da Outliers Careers. Ao entender melhor a cultura e o funcionamento da empresa, o profissional conseguirá identificar também seus pontos fracos e terá bons critér…