Pular para o conteúdo principal

5 perguntas para saber se você foi bem ou mal na carreira em 2016

As respostas que você der para essas questões vão direcionar seu próximo ano. Confira como já começar a planejar 2017

O final do ano chegou e é hora de fazer um balanço e traçar metas para 2017. Se você já fez um planejamento de 2015 para 2016, fica mais fácil avaliar o quanto cumpriu do planejado ou foi além dele. Mas, mesmo quem não fez essa lição de casa no ano passado, pode ter uma ideia mais concreta sobre se avançou na carreira ao longo de 2016, respondendo a cinco perguntas: 
  • Quais foram suas entregas? Você foi reconhecido por elas? Como o ano foi apertado pelas empresas, muitas não puderam fazer esse reconhecimento com aumento salarial ou promoção. Mas avalie se obteve algum tipo de reconhecimento por meio de um prêmio ou simplesmente por um feedback positivo da chefia em público ou em particular. 
  • Você ganhou responsabilidade? Passou a ser envolvido em projetos considerados estratégicos pela empresa? Essa foi uma forma muito recorrente das empresas demostrarem para os profissionais que os reconhece como talentos. Nos rearranjos que foram feitos no organograma da maior parte das empresas para tornar a estrutura mais enxuta e eficiente, muitas pessoas ganharam novas responsabilidades. Mesmo não tendo sido acompanhadas por reajuste salarial, podem ser consideradas como uma aposta da empresa no seu potencial. 
  • Passou a ser mais consultado nas tomadas de decisões? Se seus colegas – pares, subordinados e líderes – procuraram levar a sua opinião em consideração antes de tomar decisões, pode considerar isso um sinal de que está sendo percebido como referência naquilo que faz dentro da empresa. 
  • Você conseguiu mostrar suas entregas e os impactos que elas tiveram para a organização? Não basta apenas considerar que cumpriu o seu papel. Principalmente em um ano em que as empresas batalharam para se manter competitivas no mercado, é muito importante que seja possível mensurar o quanto seu trabalho contribuiu para que se atingisse esse objetivo e fazer com que a liderança saiba disso. 
  • Você sente que ainda tem algo a aprender na sua área? Vale a pena, ainda, incluir nesta reflexão, se há espaços dentro da empresa em que atua para evoluir mais dentro dos seus objetivos. Isso determinará o direcionamento do seu planejamento de carreira para 2017. 
Metas para o próximo ano
Para te ajudar com esse planejamento, caso ainda não tenha feito um ou ache que precise aperfeiçoar o seu, sugiro que crie um modelo simples, que não exija tempo para ser preenchido e acompanhado. O ponto de partida é refletir e definir onde se vê daqui cinco anos e o que estará fazendo até lá. Tanto no plano profissional como no pessoal. Como eu sempre digo, que o segredo para o sucesso é o autoconhecimento, ou seja, saber exatamente onde se quer chegar e porquê.
Na sequência, relacione seus objetivos pessoais e profissionais, com prazo para serem cumpridos e de maneira mensurável. Ou seja, “ter sucesso profissional” é diferente de “aprimorar o meu inglês para concorrer a uma vaga X em novembro”. Certo?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

Honestidade, integridade e coerência
“Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é ve…

A ética nossa de cada dia

Parte da matriz profissional, a ética garante uma carreira sólida e bem sucedidaA ética profissional faz parte da vida de muitos trabalhadores, afinal, para se construir uma carreira duradoura, é necessário manter uma conduta louvável, fundamentada em princípios e valores éticos e morais. Considerada como o ato de cumprir suas obrigações de sua área profissional sem violar nenhum princípio, a ética profissional, segundo Madalena Feliciano,  CEO do Instituto Profissional de Coaching, deve ser cercada por valores como:
A honestidade e integridade – “sempre buscar fazer seu trabalho de maneira honesta, prezando sua credibilidade”.O sigilo e o respeito – “respeitar o cliente, o colega de trabalho. Não tirar vantagens de situações, não firmar compromissos que não pode cumprir, etc.”, exemplifica Madalena.A contribuição social – “todo trabalho pode trazer uma contribuição para a sociedade. O de coaching, por exemplo, tem a capacidade de contribuir para o desenvolvimento de pessoas”, ressalta.…

Para alcançar o sucesso é preciso estudar a empresa

Madalena Feliciano diz que é necessário alinhar valores para ter sucesso profissional. Até mesmo para enviar o currículo a uma empresa é sempre bom conhecer sua cultura para ver se seus valores batem com os dela. Para isso, a internet é uma grande aliada para descobrir itens como missão, visão e valores, que são importantes quando for chamado para uma entrevista. No processo seletivo, o candidato pode aproveitar para descobrir várias outras informações sobre a empresa, prestando atenção nas perguntas feitas pelo selecionador e pelas atividades que deverão ser realizadas. “Profissionais que mostram conhecimento anterior e interesse sobre a empresa ganham pontos positivos com o entrevistador e futuros chefes. A atenção neste momento pode garantir um bom resultado no mais para a frente”, diz Madalena Feliciano, gestora de carreira da Outliers Careers. Ao entender melhor a cultura e o funcionamento da empresa, o profissional conseguirá identificar também seus pontos fracos e terá bons critér…