Pular para o conteúdo principal

As 20 profissões que tiveram maior aumento de salário neste ano

Levantamento mostrou que algumas carreiras registraram valorizações salariais expressivas no Brasil apesar da crise econômica

São Paulo – Com todos os problemas econômicos e políticos do Brasil em 2016, o mercado de trabalho viveu um ano muito difícil.
A taxa de desemprego no país, que começou o ano em 9,5% segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua) do IBGE, encerrou o trimestre até outubro em 11,8% e mantém a tendência de alta.
A crise também afeta os salários dos brasileiros, que desde o começo do ano enfrentam dificuldades em negociar reajustes que superem as taxas de inflação oficial.
Mesmo com o cenário negativo, algumas carreiras ganharam destaque em 2016 com relação ao crescimento salarial médio dos trabalhadores.
Um levantamento realizado pelo coordenador do projeto Salariômetro da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Hélio Zylberstajn, a pedido de EXAME.com, mostrou quais foram as carreiras com maiores porcentagens de crescimento salarial durante o ano.
A pesquisa utilizou como base apenas as profissões que firmaram mais de 5 mil contratações formais ao longo dos dez primeiros meses do ano e refere-se a salários iniciais estipulados no contratos de trabalho.
O levantamento surpreendeu pelo desempenho de algumas profissões do setor de saúde e também de serviços.
Profissões como agentes de saúde (27,8%), técnicos de enfermagem (9,1%), auxiliares de farmácia de manipulação (9,0%) e de laboratórios de análises clínicas (8,8%) apresentaram taxas de valorização salarial altas entre janeiro e outubro de 2016.
Na área de serviços,  manicures viram salários médios subirem 12%.
Para o professor coordenador do Salariômetro, essa alta nos salários dos profissionais de saúde é um reflexo das necessidades básicas do brasileiro que não mudam mesmo em tempos de crise econômica.
Segundo Zylberstajn, a demanda por médicos, enfermeiros e por profissionais de laboratórios clínicos não diminui, o que contribui em parte para a valorização do salário dessas carreiras.
Confira abaixo as 20 carreiras que registraram as maiores valorizações salariais em 2016:

1. Agente Comunitário de Saúde

ProfissãoAgente Comunitário de Saúde
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.054,21
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.347,29
Variação entre janeiro e outubro de 201627,8%

2. Ajustador Mecânico

ProfissãoAjustador Mecânico
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.201,94
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.482,64
Variação entre janeiro e outubro de 201623,4%

3. Professor de Nível Superior na Educação Infantil

ProfissãoProfessor de Nível Superior na Educação Infantil
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.539,90
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.899,00
Variação entre janeiro e outubro de 201623,3%

4. Mecânico de Manutenção de Máquinas

ProfissãoMecânico de Manutenção de Máquinas
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.449,40
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.687,40
Variação entre janeiro e outubro de 201616,4%

5. Atendente Comercial

ProfissãoAtendente Comercial
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 948,50
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.081,90
Variação entre janeiro e outubro de 201614,1%

6. Eletricista de Instalações de Edifícios

ProfissãoEletricista de Instalações de Edifícios
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.457,60
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.658,50
Variação entre janeiro e outubro de 201613,8%

7. Topógrafo

Topógrafo
ProfissãoTopógrafo
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.853,20
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 2.093,70
Variação entre janeiro e outubro de 201613,0%

8. Pintor de Estruturas Metálicas

Pintor de estruturas metálicas
ProfissãoPintor de Estruturas Metálicas
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.564,80
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.765,00
Variação entre janeiro e outubro de 201612,8%

9. Auxiliar de Cartório

Mulheres trabalhando em cartório no Macapá, Amapá
ProfissãoAuxiliar de Cartório
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.145,70
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.291,30
Variação entre janeiro e outubro de 201612,7%

10. Leiturista

Leiturista
ProfissãoLeiturista
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.103,30
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.239,30
Variação entre janeiro e outubro de 201612,3%

11. Manicure

ProfissãoManicure
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 948,40
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.062,30
Variação entre janeiro e outubro de 201612,0%

12. Bombeiro Civil

2. Bombeiros
ProfissãoBombeiro Civil
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.408,20
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.576,60
Variação entre janeiro e outubro de 201612,0%

13. Eletricista de Manutenção Eletroeletrônica

ProfissãoEletricista de Manutenção Eletroeletrônica
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.597,30
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.775,60
Variação entre janeiro e outubro de 201611,2%

14. Professores de Cursos Livres

ProfissãoProfessores de Cursos Livres
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.187,00
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.319,40
Variação entre janeiro e outubro de 201611,1%

15. Analista de Recursos Humanos

7. Gerente de recursos humanos
ProfissãoAnalista de Recursos Humanos
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 2.669,50
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 2.960,90
Variação entre janeiro e outubro de 201610,9%

16. Motorista de Ônibus Rodoviário

Motorista de ônibus rodoviário
ProfissãoMotorista de Ônibus Rodoviário
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.690,40
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.873,30
Variação entre janeiro e outubro de 201610,8%

17. Pedreiro de Edificações

Pedreiros trabalhando em obra de prédio
ProfissãoPedreiro de Edificações
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.407,10
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.555,00
Variação entre janeiro e outubro de 201610,5%

18. Gerente de Marketing

Gerente geral de marketing e vendas
ProfissãoGerente de Marketing
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 5.632,70
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 6.216,10
Variação entre janeiro e outubro de 201610,4%

19. Instalador-Reparador de Linhas e Aparelhos de Telecomunicações

Mecânico de instalações telefônicas
ProfissãoInstalador-Reparador de Linhas e Aparelhos de Telecomunicações
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.126,40
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.242,10
Variação entre janeiro e outubro de 201610,3%

20. Técnico em Patologia Clínica

Cientista trabalha com biotecnologia em um laboratório
ProfissãoTécnico em Patologia Clínica
Salário médio de admissão em janeiro de 2016R$ 1.433,70
Salário médio de admissão em outubro de 2016R$ 1.578,10
Variação entre janeiro e outubro de 201610,1%

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A comunicação das abelhas

Vamos analisar a forma com que as abelhas se comunicam, associando-a a importância de uma linguagem clara e objetiva dentro de uma empresa?As abelhas possuem um sistema de comunicação bastante organizado e interessante: quando querem informar as companheiras sobre a localização de uma fonte de alimento, as campeiras – responsáveis por registrar a posição da fonte em relação a colmeia – usam o sistema da dança, que difere em relação a distância da localização. Em uma empresa, a comunicação – que, em nossa espécie, ocorre através da linguagem – precisa ser de natureza clara e eficiente seja qual o setor de atuação, direcionando o trabalho ao alvo definido pela corporação. Digamos, em comparação, que este alvo seria a fonte de alimento e, a equipe, o grupo de abelhas: todas caminhando na mesma direção, sob uma liderança que almeja o sucesso profissional e se comunica através dessa linguagem objetiva. Pensando em aprimorar a comunicação de uma empresa – entre setores, funcionários e como in…

Os pilares da confiança no trabalho e como construí-los

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, não acontece de um dia para outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras, superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e melhora da comunicação”.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? Confira e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

Honestidade, integridade e coerência
“Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é ve…

Esta é a prova de que postar no LinkedIn pode deixá-lo “famoso”

LinkedIn acaba de divulgar ranking inédito no Brasil com os usuários cujos textos tiveram mais repercussão neste ano PorCamila Pati LinkedIn: 12 mil novos artigos em português toda semana (Flickr/Creative Commons/Nan Palmero) São Paulo – Com 27 milhões de perfis de brasileiros, oLinkedInacaba de divulgar uma lista inédita por aqui:a de usuários cujos artigos alcançaram maior repercussão na rede social neste ano. OrankingTop Voices tem como foco pessoas comuns e que publicam espontaneamente narede socialprofissional, ou seja, não são convidadas pela plataforma a escrever, como no caso dos usuários influenciadores. “Qualquer usuário pode publicar um artigo e é muito simples fazer isso. Desde agosto do ano passado há um botão “escrever artigo” na página inicial”, diz o editor do LinkedIn, Guilherme Odri. De acordo com ele, é uma oportunidade de dividir ideias com uma audiência interessada em aprender e também em ensinar. Marc Tawill, sócio-diretor da Tawill Comunicação, foi, entre…